Todo Mundo é Pródigo.

O Gerson Borges, em seu CD A Volta do Filho Pródigo, é perfeito.
Emocionante!
Eu penso que especialmente na música Todo Mundo é Pródigo ele consegue dar pinceladas signficativas sobre nossa existência, nossa dor.
Fala do filho pródigo, do irmão mais velho e de nossa situação humana. De alguma forma estamos longe do Pai.
Impressionante quanto não percebemos isso.
Quem ouve esta música nunca mais consegue ser a mesma pessoa, nem consegue ter mais a mesma percepção de vida que tinha antes.
É, antes de tudo, para mim, um convite ao grande banquete.

Se não me falha a memória a letra é assim:

Todo mundo é pródigo
Não tem ninguém não
Que não pense em ir embora, um dia partir
Abraçar o mundo como fosse um balão leve
Mas a vida continua longe
Dura…
Seca…
Quem não é assim?

Feito o mais velho apegado ao seu chão
Que não foi embora (aparentemente)
Certo invejava o aventureiro irmão
Perto mas existência mentirosa
Longe…
Dura…
Seca…
Quem não é assim?

É. O coração engana.
Coração danado!
E não deveria enganar?
Fica a saudade do Édem
Da viração do dia
Quando era simples
Era fácil ter a boa companhia
De Deus pra conversar

Tem sempre alguém chegando
Sempre alguém partindo
Todo mundo é pródigo
Tem sempre alguém chorando
Sempre alguém seguindo

Todo mundo é pródigo.

Pródigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.