Mais um dia de Joe Edman.

Hoje é o dia do índio.

Dia de um forte cacique chamado Joe Edman.

Um amor de pessoa.

Fico feliz por estar perto dele nesses dias e agradeço por pertencer à sua geração…

Aproveito um texto do Carlinhos Veiga, para tentar definir o que esse homem significa para mim e complemento com minha impressão única logo abaixo:

“O tempo…
a amizade…
a vida…
a poesia…
a simplicidade…
o sorriso fácil…
a alegria espontânea…
a sensibilidade…
a paciência…
o desejo de ouvir…
a vontade de falar…
a inspiração para escrever…
a leveza…
o tato…
a percepção auditiva…
o olfato…”

Andar com Joe é conhecer os melhores sabores…
perceber as mais belas cores…
ouvir os melhores e mais refinados tons.
Conhecer lugares e cidades,
sites e textos,
poemas e ver o por do sol.
Cada dia é dia diferente… se ele está por perto.
É ficar parado, junto, vendo a lua…
E as nuvens passarem por ela.
Sentar num banquinho
Bem perto do mar.
É aprender a ter criticidade acurada
Ainda que seja para discordar dele: coisa não muito fácil.
Estar ao seu lado é dar gargalhadas
Ficar tão feliz
Só por estar ao seu lado…
Ele é meu melhor amigo,
meu irmão.
E vai ser assim para sempre se depender de mim.

1 pensou em “Mais um dia de Joe Edman.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.