Liberdade Feminina

liberdade
Neste mês de março em que comemoramos em todos os cantos o Dia Internacional da Mulher quero pensar nas mulheres que ainda estão aprisionadas a companheiros autoritários e violentos.

É triste perceber que mesmo que sejam bem sucedidas, que tenham seu emprego e sua independência, que tenham apoio incondicional da família, ainda vivam ligadas, dependentes emocionalmente daqueles que, ao invés de serem seu porto seguro, seu ajudador, sua fortaleza são estranhos distantes e violentos.

Àquelas que ainda suportam a crueldade, a maldade e a infidelidade de seus algozes, desejo força, coragem e desenvolvimento de uma autoestima suficiente para erguer novos e libertadores vôos.

Desejo que conheçam a Lei Maria da Penha, que também foi uma mulher sofrida e hoje é uma das maiores entusiastas da causa feminina neste país.

E, de coração, ofereço a música/poesia da banda Crombie, O Passarinho e Sua Esperança:

“Numa gaiola vive preso por quem deseja ouvi-lo cantar
Como os que vivem livres e voam pra qualquer lugar
E fica olhando o dia passando pra noite chegar
E fica olhando a noite passando até clarear.

Seu universo tão pequeno espaço suspenso no ar
Viveu a vida inteira aprendendo a esperar
E canta sua esperança deixa a tristeza pra lá
Quem sabe ainda hoje seja livre pra voar.

Voar…”

Que haja liberdade, amor, alegria no rosto de cada mulher que encontrarmos pela vida.

Que sejam livres por dentro e por fora, nas emoções e no pensamento.

Que sejam livres fisicamente. Donas de seu próprio corpo e destino.

Livres.

Contatos: www.iedasampaio.com.br, iedasampaio@gmail.com ou 9976-7560.

4 pensou em “Liberdade Feminina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.