Leinad, minha doce amiga!


Hoje é o aniversário de uma das minhas melhores amigas, Leinad – Daniel ao contrário. E vou confessar: fiz uma travessura terrível com ela. Eu e ela. Foi um ato engraçado, só pra fazer a verdade vir à tona… Tomara que dê certo.

De qualquer jeito nós nos divertimos e, logo cedinho, ela se contorceu de tanto sorrir no seu dia. Ou seja: começamos bem sua festa.

Tive que cantar para ela parte de uma musiquinha que foi muito cantata num dos episódios mais interessantes do Sítio do Pica-pau Amarelo, quando ainda éramos crianças, há algum (não muito) tempo atrás.

Eram duas meninas feias, magras e muito atentadas que provocavam as piores cenas com todas as personagens do Sítio e ainda se faziam de santas. Era engraçado pois ninguém as agüentava mais e elas afirmavam que eram lindas e bem comportadas, como eu e Leinad.

Minha música para Lew, minha doce amiga, hoje, então, foi:

“Nós somos duas meninas bonitas, meigas e finas
Amáveis, doces gracinhas
Nós somos duas meninas unidas, amigas, queridas
Eu sou educada dos pés á cabeça
Eu sou controlada da cabeça aos pés
Não sei o que é diabrura
O que é travessura?
Não sei o que é maldade
Não sei de sujeira!”

Eu amo tanto aquela menininha linda!!!!

6 pensou em “Leinad, minha doce amiga!

  1. Leinad é sua doce amiga, tudo bem…não sou ciumenta, mas sou que tipo de amiga? Amiga-irmã? Daquelas que viajam e não dão notícias, não é???!!!Ai, ai…Brincadeirinha. Estou com muita saudade de “nossas prosas”. Bjs
    P.S. Beijos também para sua doce amiga.

  2. que coisa linda a analogia de uma amizade aos personagens de uma literatura magnifica, tambem gostei do episodio. parabens e que essa amizade seja eterna. bjs Thasso Lima (Macapa/Ap)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.