Relacionamento Leve

leveza

 

 

De alguma forma, estamos todos ligados uns aos outros.

O padeiro faz o pão que eu gosto. O jornaleiro, entrega o jornal que leio.

Posso não conhecer o padeiro ou o jornaleiro, pois embora me sirvam, não tenho uma relação pessoal com nenhum deles.

Mas ao meu lado, diariamente, eu tenho pessoas com quem converso, troco experiências, compartilho algumas dores e alegrias.

Além dessas pessoas que estão um pouco mais próximas, tenho também outros mais achegados.

Pessoas são espelhos de mim. Eu as trata como me vejo. Alem de elas me darem muito retorno sobre quem sou. Se as trato mal, elas me tratarão um pouco mais frias. Se lhes dou meu sorriso, certamente terei um sorriso de volta.

A bolinha da vida volta sempre com a mesma intensidade com que a jogo adiante. Se a jogo com agressão, me devolvem agressão. Se a jogo com amor, recebo amor.

Claro que a regra não funciona todas as vezes assim, mas de um modo geral, tenho sempre o retorno do que sou.

Se gosto de você, é provável que vá  gostar de mim. Se lhe trato bem, você vai me tratar bem. Gentileza gera gentileza, já dizia o poeta carioca.

E no mundo tem um lugar especial para pessoas doadoras e gentis.

Em nossas relações interpessoais, quando somos bondosos uns com os outros, quando somos compreensivos e acolhedores, a tendência é que recebamos de volta bondade, compreensão e acolhimento.

É, como dizia Rubem Alves, um agradável jogo de frescobol. Eu lhe jogo uma bola para que você possa devolvê-la para mim do mesmo jeito, alegre e divertido.

Jogamos os dois para ganhar.

Eu quero que você ganhe e você quer que eu ganhe.

Sem competições, sem conflitos desnecessários.

Assim, em nossas relações entre pessoas, ganhemos todos.

 

 

 

 

6 ideias sobre “Relacionamento Leve

  1. Gostei, bem profundo e me leva a reavaliar minha conduta, continue Deus a te inspirar, orientar e guiar todos os dias david40rj tua vida, Paz.

    • Sim, querida.

      Mostrar a realidade também é uma forma de fazer o bem.

      Independente de qualquer coisa, acredito que há sempre lugar para se fazer o bem.

      Há sempre um lugar especial para quem ama.

      Beijo no coração.

  2. Embora eu ache que a maior parte das pessoas está confundido os esportes, e enquanto eu quero jogar frescobol elas querem jogar tênis, não posso descrer totalmente das palavras do Profeta Gentileza. Acho que o fato de ter pouquíssimas relações assim, mais achegadas, e o fato de estar no funcionalismo público atendendo pessoas com demandas diversas, geralmente “urgentes”, não ajuda muito. A verdade é que eu gosto mesmo é de jogar bolinha com a parede. Ela nunca me retorna diferentemente da intensidade com que joguei. Pessoas são imprevisíveis. Todavia, não encontro em nenhuma parede o que encontro em algumas pessoas. Meu eterno dilema…!

    • Isso tudo é maravilhoso, ao meu ver…

      Sua humanidade me emociona.

      Pessoas são pessoas. Como nós, frágeis, incertas, incompletas… em construção.

      Todas, iguais a nós mesmos, limitadas.

      E não seria essa mesma a grande beleza da vida?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>