Consumo x Meio Ambiente

consumismo

A menina está com muitas roupas novas em seu guarda roupa, mas insiste em correr às lojas para comprar um novo vestido, afinal de contas hoje terá uma festa e ela entende que precisa desfilar com um novo modelito.

Nada contra a vaidade feminina. Nada contra a pessoa desejar sentir-se bela.

O problema é que o meio ambiente não suporta mais a nossa mania de comprar, a nossa compulsão por jogar fora coisas que ainda poderiam ser usadas e comprar novas que daqui a pouco já estarão velhas – segundo esse frágil raciocínio de que não posso repetir peças que já usei.

E é assim em tudo.

Nosso celular, que compramos ontem, já não nos atende mais e queremos o último, da última geração, que tem um movo aplicativo, um outro jeito, uma nova cor.

Na roupa, nos sapatos, na música que ouvimos, no carro, na moto, na bicicleta, nos móveis da casa… Todo dia, toda hora, desejamos ir à rua atender ao chamado da propaganda, da mídia, da TV e do rádio: “você tem que comprar essa novidade!”.

Alguém nos falou que quanto mais bugiganga tivéssemos, mais felizes seríamos. E aprendemos equivocadamente que vale a pena aparentar poder socialmente, ainda que em meu bolso eu não tenha nem um real.

Estamos numa época em que é comum comprarmos carros mais caros, parcelados em várias vezes que pagamos com muita dificuldade ou sacrificando a mesa, só pelo simples fato de que o carro seria minha mais potente prova de que estou bem.

Hoje em dia vale, infelizmente, o que você tem acima do que você é. Ser e ter encontram-se em crise. Além disso, quando não bastasse, queremos ‘parecer ter’. Ainda que não seja verdade, insistimos em demonstrar que somos ricos, bonitos, jovens… que somos felizes e bem sucedidos.

Tudo em nome de um consumismo desenfreado que nos agride como pessoas, fere nosso bolso, compromete nossa economia familiar e ainda prejudica imensamente a natureza, pois o meio ambiente não suporta mais tantos gastos, tanto uso inadequado, tanta exploração dos recursos naturais.

Seguimos um caminho desenfreado rumo ao consumo, rumo à destruição do nosso querido planeta Terra.

Consumir demais afeta o meio ambiente, afeta nossa casa, afeta nossas relações com os outros, afeta as gerações futuras.

Pensemos com responsabilidade sobre como temos nos situado no mundo, sobre qual o nosso papel como pessoas humanas na construção de um mundo melhor em que possamos viver dignamente, usando com sabedoria os recursos que estão à nossa disposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>